Tipos de Coletores de Amostras em caminhões e vagões, suas diferenças e formas de utilização

A coleta da amostra de grãos é um dos primeiros passos e muito importante para que se tenha uma amostra representativa do lote de grãos, que indica com precisão a natureza, qualidade e tipo do produto a ser analisado e comercializado.

Devido a importância que a correta coleta de amostras possui, é necessário fazer o uso adequado do equipamento para a coleta, bem como da forma correta de coleta, seguindo a legislação que rege a classificação vegetal.

Os equipamentos para retirada das amostras em caminhões ou vagões são chamados de coletores de amostras, amostradores, caladores ou coletores graneleiros e ainda como sonda. Veja abaixo os tipos de coletores de amostras de grãos, suas formas de funcionamento, características e diferenças.

.

OPÇÕES DE COLETORES DE AMOSTRA DE GRÃOS

Coletor Graneleiro Manual

Sonda manual metálica que fazem a extração na amostragem de grãos a granel.
Possuem dois tubos cilíndricos, no qual são acoplados perfeitamente no interior um do outro, possuindo aberturas no sentido longitudinal reguladas pelo movimento giratório do cilindro interno. São dotados de divisões ou aberturas, que permitem a retirada de várias pequenas amostras de uma só vez, em várias profundidas do lote de grãos.
               A coleta ocorre de forma manual, no qual o operador entra em contato com a carga e introduz o calador no caminhão ou vagão com grãos, seguindo os pontos específicos de coleta para que haja a representatividade do lote. Em seguida, o material coletado deve ser colocado em recipiente para que seja encaminhado para a classificação e análise do produto.

.

Coletor Pneumático Portátil ou fixo

A coleta com esse coletor é feita por fluxo de ar e sucção, gerado por uma turbina, fazendo os grãos serem direcionados para o reservatório. Há modelos que são portáteis, podendo o operador mudar o local de coleta ou modelo fixo, no qual o equipamento é colocado em local específico para coleta.

O operador precisa introduzir a sonda na massa de grãos, porém de forma mais leve do que o calador manual e faz o produto ser direcionado automaticamente para o recipiente, que pode ser instalado na sala de classificação, dependendo do modelo. Esse modelo de sonda possui somente uma abertura e um tubo metálico.

.

Coletor Hidráulico

               O coletor hidráulico é utilizado na amostragem de grãos a granel em caminhões ou vagões, retirando as amostras através de sucção dos grãos. Trata-se de um equipamento com base fixa e seu mecanismo é composto por um braço articulado de lança telescópica de acionamento hidráulico, que é capaz de retirar amostras em toda a profundidade da carga, sem qualquer esforço físico ou contato do operador com a carga de grãos. Esse modelo de coletor possui opção de giro de 300°, que possibilita a coleta em duas pistas de caminhões simultaneamente ou de 180°, para uma pista de caminhões.

                Esse coletor possui uma sonda que faz a sucção das amostras de grãos do caminhão, e as transporta até um reservatório instalado na sala de classificação, para que seja feita a análise e classificação dessa amostra.

A quantidade de amostra necessária varia de acordo com o tipo de grão a ser classificado, segundo normativa de cada produto.

               Os locais e quantidades dos pontos de coleta do lote varia de acordo com cada normativa, portanto deve-se verificar a norma do tipo de grãos a serem coletados. Abaixo exemplo dos pontos de coleta mais utilizados:

.

Sonda automatizada

A Comag Equipamentos criou uma tecnologia para coleta de amostras a granel, uma sonda automatizada para fazer as coletas de amostras pelo coletor hidráulico totalmente confiável. A sonda traz consigo o formato de um calador tradicional de gavetas que faz a coleta dos grãos e impurezas por suas gavetas e por gravidade sem o uso da pressão de ar para isso. O ar nesse caso é usado apenas para fazer o transporte da amostra até o reservatório, que pode ser instalado na sala de classificação. Esse formato de sonda possibilita a coleta de partículas maiores como sabugos e vagens e não suga por ar as partículas menores, pois sua forma de trabalho é apenas por gravidade, assim como o calador manual. Porém, o transporte dessa amostra é automática e não há a interferência do operador na carga de grãos.

               O processo de calagem é simples, rápido e automático, após a sonda estar inserida na carga, o operador necessita somente pressionar um botão de comando para que todo o processo de abertura e fechamento das gavetas e transporte do produto sejam direcionados até o reservatório.

.

Conteúdo elaborado por Comag Equipamentos. Proibida a reprodução sem fonte.